segunda-feira, 30 de outubro de 2006


Contato
Essa da fotografia sou eu em 3 por muitas que se esvaem das imagens do meu quarto...
Essa imagem meio turva, meditativa e renovada é a cor mais simbólica do que sempre quis ser...
Tudo aqui me revela...
Tudo me enxerga longe...
Logo desfaço as malas e viajo pelo sol de minhas manhãs...
Aviso ao que sou que estou a ir...
Rumando à velocidade dos ventos que sopram luz em mim, me acordando cedinho para o pôr do meu luar...
Essa mulher da cara de pau cheia de amor e luz sou eu...
Sou aquela que desafia e inova, renova e abre as portas de minhas janelas,
a palma de minhas mãos e o clã família que meu coração aquece e abre para a alegria do meu viver hoje.
Essa que sou eu e que é chama e acorde maior...
Que ontem humana e medrosa,mas que agora rainha, despede o peso, a culpa e o medo...
Sou essa voz rouca que se conecta a vida com delicadeza e infância...
Essa lucidez que me habita e me enobrece,que sonha comigo nos detalhes em bemol...
Sou eu que me descalço, que me refaço das noites de insônia e lúcida, acordo o deserto e saio à rua...
Sou eu que continua viva entre o vácuo quântico e a noite inquieta...
Forte que sou, renasço força e luz todos os dias...
E tardes e noites e sempre...
Sempre quis ser eu... e agora sou.
Helena Damasceno

7 comentários:

Anônimo disse...

FAz tempo que não visitava seu blog. Vim hoje e tive muitas surpresas. Você é poetisa também! Que coisa linda Lelê! Você sempre me deu muita força, mesmo a gente morando tão longe. Hoje estou tentando fazer coisas diferentes: eu me separei de um marido que me espancava muito, tô fazendo terapia de novo e não me recuso mais a tomar os remédios que preciso pra controlar minha depressão e minha ansiedade. Você tem um papel muito grande na minha vida. Pela primeira vez alguém que tinha passado pela mesma violência que eu, me falava de superação. Eu confesso que no início você pra mim era uma fraude, eu achava que você queria chamar atenção. Mas depois eu percebi o quanto você é uma pessoa de aço e de verdade também. Você é igual a mim Lelê. Você tem medo e é forte, enfrenta tudo isso com a cara e a coragem. Você sente as mesmas coisas que eu porque você não é uma invenção Lelê. Você é de verdade. Uma vez você me tocoou tão forte que passei dias sem entrar na internet. Mas hoje eu venho aqui te agradecer e te dizer que você é uma mulher linda, assim como eu. Você que me ensinou isso: a ser forte, a acreditar. Obrigada Lelê. Deus te abençoe.

De disse...

Lele. Como disse a anonima aí em cima, voce me ensina a acreditar que um dia tudo vai mudar. Eu te amo muito. Nunca vou me esquecer de voce. Beijos, Deh

Adriana disse...

Brigada pelo comentario Helena, eu amei seu texto ai em cima. Lindo!

Anônimo disse...

Lele Linda da estrela!!!
Vc resumiu todos os meus sentimentos
nas ultimas palavras,como semrpe traduziu meu interior e me deixou comovida...emocionada...
Eu tbm Lele...eu tbm semrpe quis ser eu!!
Te adoro! Bjus

Tulipa Vermelha disse...

Sem palavras pra descrever o que senti lendo este post. Lágrimas escorrem minha face, um dia vou descobrir como é ser EU MESMA, ver que você já se descobriu é mais que um incentivo pra procurar minha verdadeira identidade perdida em algum lugar. Beijos e que Deus te abençoe sempre. Saudades.

Anônimo disse...

Fiquei emocionado, parace que você descreveu todos os meus sentimentos. Que coisa mulher! Você é demais Helena. Você é um estímulo pra mim. Obrigado.

Karin Koshima disse...

Querida Helena

É muito bom ver vc florescer a cada dia, ver seus textos, suas palavras, sua força e coragem.

Um beijo grande

Karin